O F12 Bet cadastro vale a pena? Confira! — Trivela

Fonte: Padrão

Ir para o menu [1] Ir para o conteúdo [2] Ir para o rodapé [3] TelefonesEncarregado Acessibilidade A- A+ Contraste Contraste Padrão Alto contraste Acessibilidade Menu Atores da LGPD 10 Princípios Perguntas Frequentes Leis federais Lei 13.709/18 - LGPD Lei 13.853/19 - Alteração da LGPD Lei 12.956/14 - Marco Civil Lei 12.527/11 - Lei de Acesso à Informação Lei 14.129/21 - Governo Digital Resolução Bacen 4.658 Resolução CFM 1.821/07 Legislação local Decretos Portarias ANPD Glossário Notícias Conheça a LGPD Solicitar informação Acompanhe sua solicitação Aviso de privacidade Pesquisa de Satisfação Conheça a LGPD Perguntas Frequentes Solicitar Informação Acompanhe sua solicitação Aviso de Privacidade --> Página inicial NotíciasFake news no WhatsApp afetaram vacinação de indígenas, reconhece Funai Fake news no WhatsApp afetaram vacinação de indígenas, reconhece Funai Por Suporte em 01/03/2022 às 14:12 • Fonte: Pedro Knoth (Tecnoblog) Imagem: Jeso Carneiro/ Flickr Fundação Nacional do Índio reconhece que fake news sobre vacinas espalhadas pelo WhatsApp prejudicaram vacinação em aldeias; denúncia aponta para missionáriosA Funai reconheceu, em ofício ao Ministério Público Federal (MPF), que o WhatsApp foi utilizado por lideranças religiosas para disseminar fake news sobre vacinas contra a COVID-19 em aldeias indígenas na região de Porto Velho, capital de Rondônia (RO). Segundo uma denúncia apresentada ao MPF, a desinformação em questão mencionava que quem era imunizado recebia o implante do “número da besta”.A influência de missionários religiosos por meio de notícias falsas foi levantada em um ofício encaminhado ao MPF pela Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas (FPMDD) da Câmara dos Deputados, representada pela deputada federal Joênia Wapichana (Rede). O documento foi enviado à Procuradora da República, Eliana Peres Torelly de Carvalho, em março de 2021.A FPMDD aponta que as fake news estariam sendo espalhadas por pastores evangélicos. Dentre os boatos, estão o de que a vacina “transformaria a pessoa em um animal, em um homossexual” ou ainda implantaria um chip com o ‘número da besta”.Fake news sobre vacinas chegam em áudio e vídeoA campanha de desinformação é feita principalmente pelo WhatsApp, segundo resposta da Funai ao Ministério Público Federal.A Coordenação Regional de Ji-Paraná (RO) da fundação determinou que os boatos sobre a vacina chegaram nas aldeias antes das vacinas. Isso se deve pela velocidade das fake news por meio do aplicativo de mensagens mais popular do Brasil — presente em 99% dos smartphones no país. Wapichana nota que as fake news chegavam aos celulares dos indígenas em formato de áudio ou vídeo, conteúdos mais difíceis de serem checados do que imagens estáticas ou textos escritos.O MPF nota que, no entanto, a Funai não esclareceu a origem das fake news que circularam a nível local e também qual foi a parcela dos indígenas que deixou de se vacinar por desconfiança em relação à vacina contra a COVID-19.Promotora do MPF promove arquivamento do casoAo avaliar o caso, a Procuradora da República Tatiana de Noronha Versiani Ribeiro declarou:“O conjunto de informações que instruem o procedimento revelam que a difusão de notícias falsas relacionadas efeitos deletérios das vacinas contra COVID 19 de fato alcançaram comunidades indígenas no Estado de Rondônia, repercutindo na recusa da vacina por parte de indígenas, conforme informações prestadas pela Funai.”Entretanto, por avaliar que o DSEI (Distrito Sanitário Especial Indígena), do Ministério da Saúde, empregou medidas para conscientizar comunidades indígenas com maior índice de recusa à imunização, a promotora do MPF decidiu que não há motivos para a abertura de uma investigação para apurar as fake news.`Por fim, Ribeiro promoveu o arquivamento do processo, e o encaminhou para a 6ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF, responsável por casos da População Indígena e Comunidades Tradicionais. Mais lidas 22.02.2022--> Biometria facial passa a ser obrigatória no acess... Saiba mais 18.09.2020--> O que é a Lei Geral de Proteção de Dados - LGPD... Saiba mais 25.02.2022--> Receita Federal atualizará nível de segurança p... Saiba mais 23.02.2022--> Governo federal lança nova carteira de identidade... Saiba mais 03.03.2022--> Metrô de SP é alvo de ação inédita que pede f... Saiba mais 21.01.2022--> Cibercriminosos miram empresas de Contabilidade Saiba mais Mais notícias Ir para o cabeçalho [4] Ir para o menu [1] Ir para o conteúdo [2] TelefonesEncarregado Subir Rua Domingo Braga, , Centro Aliança / PE - CEP: 55890-000 (81) 99698-3991 Segunda a Sexta: 08h às 13h Privacidade ・ Política de Privacidade ・ Solicitar informações ・ Consultar Solicitação Informações ・ Notícias ・ Perguntas frequentes Ouvidoria ・ Encarregado ・ Telefones úteis ・ Pesquisa de Satisfação Copyright © 2021-2024 Portal de Privacidade Prefeitura Municipal de Aliança - PE. Todos os direitos reservados. Ao continuar navegando em nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Aviso de Privacidade. Mais informações Ok, entendi!

notícias quentes

Códigos Promocionais CS:GO | Bônus, Ofertas e Promoções Elche Valladolid estatísticas | La Liga | 11 março 2023 Athletic Club Camboriú estatísticas | Série D | 19 agosto 2023 Prognóstico República Centro Africana Madagascar
Copyright ©O F12 Bet cadastro vale a pena? Confira! — Trivela The Paper All rights reserved.